Padrões ainda mais elevados de relacionamento, para as exigências de um novo país.

Ética, transparência, equidade e prestação de contas.

Bases do modelo Engibras de governança.

A ética e a transparência, a equidade nos relacionamentos com os diversos públicos e a prestação de contas, por meio de instrumentos de fiscalização dos atos administrativos, são as bases do nosso modelo de governança corporativa e instrumentos fundamentais para o crescimento sustentável e a credibilidade da Engibras.

Nosso sistema de governança pressupõe a separação entre as atividades executivas, de assessoramento, de planejamento estratégico e de controle. Nosso modelo de gestão tem poucos níveis hierárquicos, o que favorece a agilidade decisória e a flexibilidade administrativa.

Gestão de Riscos

Como parte das estratégias de governança, temos mapeados e monitorados os diversos riscos que possam impactar nossas operações, nossos resultados econômico-financeiros e nossa imagem institucional. Com isso, desenvolvemos ações para minimizar os efeitos de eventos inesperados nos processos internos, na execução dos projetos, no desenvolvimento dos contratos e no fluxo de caixa.

Mantemos sob constante monitoramento quatro grupos de riscos:

Riscos Estratégicos

Relacionados à estratégia, à imagem, à reputação e à governança da companhia

Riscos de Gestão

Relacionados à performance dos negócios e ao seu monitoramento

Riscos Operacionais

Relacionados aos processos, ao reconhecimento de receitas e despesas e à salvaguarda dos ativos

Riscos Financeiros

Relacionados à estrutura de capital, às garantias para fazer frente aos compromissos e à oscilações que possam impactar a estabilidade econômico-financeira e o fluxo de caixa

Comitê de Auditoria e Riscos

É formado por, no mínimo, três membros efetivos. Sob sua orientação são identificados, analisados, quantificados e documentados os riscos aos quais a empresa está sujeita – incluindo os externos aos contratos –, adotando-se medidas que previnam a ocorrência de desvios ou mitiguem suas consequências. O Comitê tem como principais atribuições:

Compliance

A equipe de Compliance tem como responsabilidade assegurar a conformidade dos procedimentos internos com os padrões e as boas práticas definidos pela Engibras, bem como garantir a adequação e o funcionamento do sistema de controles. Subordinada à Presidência da companhia, é composta por representantes dos diversos setores corporativos.

A estrutura de Compliance atua no mapeamento de riscos e na supervisão do cumprimento de leis, regulamentos, políticas e diretrizes. Uma vez identificados desvios ou deficiências, a área contribui na revisão dos controles existentes e na definição de um cronograma e de iniciativas de correção.

Nosso sistema de governança pressupõe a separação entre as atividades executivas, de assessoramento, de planejamento estratégico e de controle. Nosso modelo de gestão tem poucos níveis hierárquicos, o que favorece a agilidade decisória e a flexibilidade administrativa.

Ao lado, o acesso aos documentos que suportam a Política de Compliance da Engibras.

Auditoria Interna

Como instância de fiscalização, promove a auditoria dos processos de gestão e operação, de modo a assegurar o cumprimento de políticas e procedimentos internos. Tem também como atribuição validar a eficiência e a eficácia dos controles estabelecidos pela Diretoria Executiva para a área de Compliance, por intermédio de emissão de relatório de conformidades e não conformidades. O órgão atua em sintonia com o Comitê de Auditoria e Riscos. Nosso sistema de governança pressupõe a separação entre as atividades executivas, de assessoramento, de planejamento estratégico e de controle. Nosso modelo de gestão tem poucos níveis hierárquicos, o que favorece a agilidade decisória e a flexibilidade administrativa.